Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENGRAVIDEI UMA CASADA !!!

A historia que passo a contar também é real, assim como as outras que estão aqui no site ContosEroticos.com



Não sei se já disse mas moro na Zona Sul de São Paulo.

No quintal da minha casa na parte dos fundos tem outra casa que minha mãe aluga. A casa não é grande. Apenas um quarto e cozinha. Geralmente moram homem ou mulher sozinho ou casal sem filhos.

Em novembro de 2004 o imável ficou desocupado onde moravam 3 irmãos. Minha mãe havia me dito que assim que os rapazes saíssem já estaria entrando na casa um casal que estavam recém casados. E foi o que aconteceu.



Aqui os chamarei de Letícia e Ronaldo. Era um casal simpático.

Evangélicos da Igreja (que eu não sei o nome) do RR Soares. Ambos não tinham mais que 21 anos. Ela mulata, baixinha, uma delicia. Bunda gigantesca e peitos também Não era gorda mas tbem não era magra.

Ele jeitão de moleque, gente boa.

Os dois trabalhavam juntos por isso saiam todos os dias cedo pra trabalhar e também voltam juntos.



Tudo ia como sempre foi com que já havia morado ali, até que um dia eu estava chegando do trabalho as 06 e 30 da manha e passando pelo corredor da minha casa, dei de cara com ela saindo do banheiro da casa dela apenas de sutiã e shortinho. Achei que ela fosse se assustar mas para minha surpresa ela não se assustou e se portou como se não estivesse vestida daquele jeito. Cumprimento-me normalmente e entrou pra casa dela e eu pra minha. Pensei:



“Será que ela nem se deu conta que estava vestida assim??? Sá pode ser...!!!”



Percebi que depois desse dia, ela que era tímida quando nos encontrávamos no portão, passou a ser uma pouco mais insinuante. Já abria um sorriso maior quando nos encontrávamos. Mas tudo não passava de um: BOM DIA ou BOA TARDE...



Um dia eu estava em casa sozinho em casa quando ela chamou minha mãe. Fui ate a porta da cozinha e avisei que minha mãe havia saído (coisa rara de acontecer). Perguntou que horas ela voltaria mas eu também não sabia.

Um pouco depois, fui no quintal entre a minha casa e a dela mexer em algumas coisas quando ela saiu no quintal também e foi lá conversar comigo. Estava com um shortinho parecido aquele que ela usava naquele dia de manha, e uma camiseta.

Puxou assunto perguntando no que eu trabalhava, por que ela sabia que era a noite. Depois disse que minha mãe era muito legal. Sá que quando ela perguntou se eu havia gostado do que vi aquele dia de manha.... Putz, tomei um susto. Pensei: Nossa, intao ela fez de propásito!!! – mas respondi:



- Nossa adorei, sá que foi muito rápido....rs



Quase não acreditei quando ela falou:



- Se quiser ver com mais calma, eu estou sozinha também. O Ronaldo estava trabalhando e é sá você escolher: “Na sua casa ou na minha!”



-Voce ta loca?? E seu marido......mo mancada com o cara.



- Que nada. Ele não vai nem saber. Por favor. Não sei quando teremos essa chance de novo, Não faz isso comigo.



Mesmo sem acreditar no que estava ouvindo, eu respondi: Então é na minha!!! (afinal de contas se minha mãe chegasse derrepente, eu não correria nenhum risco. Já na casa dela....)



Entramos e viemos para a sala. Sentei no sofá e ela sentou-se no meu colo de frente pra mim. Começamos a nos beijar. Que boca deliciosa. Macia e molhada. Os peitos dela forçava no meu tárax. Peguei no seu rabao. Não acreditava no que estava acontecendo.

Pensava:



- Que crente safada!!!



Ela adorou saber que tenho piercing na língua:



- Que delicia. Não sabia que você tinha piercing na língua. Noooossa, deve fazer maravilhas...



Tirei sua camiseta e ela estava sem sutiã. Que peitos lindos. Grandes, bicos pequenininhos.

Mamei como um bebe desesperado. Enquanto isso ela roçava sua xoxotinha no meu pau, mesmo por cima da roupa. Que crentesinha safada!!!



Enquanto roçava sua xoxota no meu pau por cima da roupa, me fez algumas confissões:



Disse que sempre que podia, me espiava pela janela da sua casa, eu saindo do banheiro enrrolado na toalha e que apás isso sempre batia uma siririca. Disse também que perdeu as contasde quantas vezes transou com seu marido pensando em mim e que o dia que eu a vi saindo do banheiro so de sutiã, tinha acabado de trepar com ele pensando em mim.

Ouvindo tudo isso quase enloqueci.



Pedi pra que ela saísse de cima de mim e ficasse de quatro no sofá. Levantei sua saia e baixei sua calcinha. Cara, impossível descrever a cena que eu vi. Uma xoxota fechadinha, gordinha e perfeita. Não me restava outra alternativa a não ser cair de boca. E foi o que eu fiz. Quanto mais eu chupava, mais ela forçava pra traz quase me fazendo sufocar e gemia cada vez mais alto. Entre um gemido e outro ela dizia:



Mete seu pau na minha bucetinha, por favor, mas antes eu quero sentir ele na minha boca, por que eu nunca chupei um pau. E foi o que fiz. Coloquei-a sentada no sofá e ofereci meu pau que já estava todo melado pra ela mamar. No inicio ela ficou meio perdida não sabendo como fazer, mas não demorou muito pra pegar o jeitinho. Enquanto ela mamava dizia:



- Delicia!!!! Meu marido nunca deixou eu fazer isso. Como é bom sentir um pau na boca.



Eu não podia acreditar que estava ouvindo isso de uma crente. Agora eu entendo a frase: CRENTE DO RABO QUENTE



- Vem gostoso. Coloca esse pau que quero sentir o gosto de uma rola.



Coloquei-a novamente de quatro no sofá. Falei pra ela:



- Vou pegar uma camisinha!!!



Ela respondeu:



- Não precisa se vc não quiser. Com relação a doença, pode ficar tranquilo. Fiz exames recentemente. E gravidez, não estou no período fértil.



Fiquei na duvida mas resolvi acreditar. Eu disse que tbem havia feito exames não tão recente quanto o deles mas que não havia transado com ninguém sem camisinha apás isso.



Ela falou:



- Intaum demoro cachoro. Vem que quero sentir esse pau dentro de mim...



Abri aquele rabo enorme e fui metendo na xoxotinha que inacreditavelmente estava encharcada, quase escorrendo. Acredito nunca ter comido alguém que ficasse tão molhada.

Apesar de apertadinha foi escorregando com certa facilidade. Ela respirava ofegante enquanto meu pau entrava devagarzinho, cada centimetro



- Que delicia de pau. So conhecia o do meu marido que também é muito bom, mas nada comparado a safadeza de dar pra outro.

Comecei metendo devagar e aumentando o ritmo e ela começou a dizer:



Ohh meu Deus, me perdoe por essa minha falha, mas sou uma pecadora e precisava disso, mas não vai acontecer nunca mais, eu prometo.



Eu metia cada vez mais forte. Passava as mãos nas suas costas, pegava nos seu peitoes, alisava seu rabo enorme e ainda ouvindo tudo isso dela, me deixou louco ate que não aguentei mais e disse que ia gozar.

Ela falou:



- Goza dentro de mim. Não se preocupe que não estou nos dias férteis.



Seu pedido foi uma ordem. Gozei muito enquanto alisava aquele cuzinho maravilhoso e enorme. Senti que ela gozou um pouquinho antes de mim por ela gemeu de um jeito descontrolado.



Trocamos uns beijinhos e ele logo vou embora pra sua casa, afinal de contas, minha mãe e o seu marido poderiam chegar a qualquer momento.

Quando ele se foi fiquei pensando em tudo que aconteceu. Nooooossa que loucura. Nunca tinha me envolvido desta maneira com alguém e muito menos com alguém que morasse nos fundos da minha casa, afinal de contas a MINHA CASA poderia cair.



Depois disso, nossos encontros voltaram ao normal com um simples BOM DIA ou BOA NOITE.



Passados uns 3 meses desse fato, minha mãe me disse que a vizinha dos fundos estava toda feliz por que estava grávida. Me desceu um frio da espinha para as pernas que quase não consegui parar em pe. Alguns dias depois tive a oportunidade de conversar com ela pra confirmar, e era verdade, mas ela disse que eu poderia ficas tranquilo pq não era meu não, por que eles estavam tentando uma gravidez mesmo. Fiquei mais tranquilo, mas não convencido por completo.

O tempo de gestação passou e a criança nasceu. Quando fui visita-los percebi que o menino havia algumas semelhanças físicas como, como por exemplo: uma mancha de nascença na perna no mesmo local que o meu entre alguns outros detalher. Putz, quase não acreditei.



Uns tempo depois, conversei com ela e a convenci que queria fazer um teste de DNA. Ela disse que fazíamos eu, ela e a criança porem ela não queria saber do resultado. Fizemos!!!

Quando os dois envelopes chegaram eu abri: POSITIVO, o filho era meu. uns dois dias depois, eu disse que estava com o resultado e se ela não gostaria mesmo de saber. Ela disse que não e que o assunto estava encerrado e que deveria levar essa informação, independente de qual fosse o resultado, em segredo para o resto da minha vida, e foi o que fiz. Guardo este segredo. Hoje (dezembro de 2008) a criança esta com três anos. Acompanho o crescimento do muleke a diastancia que eles se mudaram daqui a algum tempo, mas continuam morando no bairro. Ela deve desconfiar que sou pai do muleke. Sempre que eu os encontro na rua, eu beijo ele e abraço. O marido dela é apaixonado por ele tambem. Lamento o ocorrindo mas não foi por querer.





Leiam meu outros contos que estão aqui embaixo.

Caso alguém queica bater um papo me add: [email protected]

Dez2008

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos eroticos zoofilia sadan me arromboucontos gays adoro cheirar uma rolawww.goroa nis Sogra fudendocasa dos contos eroticos mae dando pro filho novinhoconto erotico perdeu cu video gamecontos eroticos minha prima punheteirameu patrão pervertido , tive que sentar com o buceta para não perder o emprego contocontos eroticos amigo do meu paicontos eroticos minha menininhaxcontos eroticos.com casada gostosona deficienteconto erotico dopei minha espos e comi ela de todo geitocontos bati gay manosela pediu pra parar mas continuei empurrando na putacontos das danadinhas perdendo cabaçinhocontossexotravestirelato erotifo meu filho gosa muto nas minhas calcinhascontos de putarias gays/ flagrei o meu amigo comendo o cu de seu filho veadinhoNinfetas mamando rola no cinema contoseroticoscontos eróticos de irmão comendo a irmã pequenininha novinhaconto porno teen gay free mulato favelagay surra chinelo putinhacontos homens que usam calcinhaconto erotico n puque esconde comi o cu da menina.que se escondeu comigoContos gay pinto pequenoflagrei meu pai deflorando minha namoradinha contosContos eroticos fudida no metro por 4contos eroticos provocando no barminha irmã enfiava objetos no meu conto gayTennis zelenogradcontos eróticos mulheres q chega em casa e o marido desconfia porque está arrombadapau do maninho contoscontos eróticos de negras no metrôcontos eroticos fingi que estava dormindocontos amor gayconto corno sondei ela tava debaixo delecontos eróticos namorada perder a virgindade com outrocontos erotico eu e meu amigo brincando com minha irmazinha e as coleguinhas delaContos eróticos: me arrombaram no acampamento contos marido jogandoContos eroticos no acampamentoguais sao as deusas da punhetacanto erotico levei rola do meu amigocontos gay virado meninacontosfudi a mae da minha mulher Contos eroticosSexo com animaismandei a rola na minha enteadinha de seis anoscomi a lesbica contoContos eroticos comendo cu da madrasta e da meia irmaporn contos eroticos enteada gangbangcontos eroticos meti a vara no meu cunhado e minha irmavoyeur de esposa conto eroticocontoseroticos desde pequena adoro dar o cuzinhohttp://contos eroticos dopei minha mae24 cm contos paucontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casacontos eroticos tive que dar pro homem da funerariaConto gay - menininha do paicontoseroticos irmoes e irmã no assaltoContos eróticos a noite todaContos eróticos engravidei na primeira trepadacontos eróticos viajando com mamaecontos sem pudor com a menininhaMe comeram ao lado do meu namoradoContos fui estud fud mãe e filhaEROTICO-minhas ferias lindascontos eroticos de estrupome comeram contos teenNovinha Bebi porra do meu amigo contoCasada viajando contosconto de arrombando o cu do empregadoContos porno de irma que traem com grandehttp://porno contos eroticos de meninas virgenscontos eroticos com roberta putinha