Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

AMOR DE FILHA

Tudo o que for relatado aqui é pura verdade.rnSou casado há 20 anos e tenho uma filha hoje com 19 anos. Somos uma família normal, trabalhamos fora e minha filha desde pequena sempre foi muito independente. Temos o costume de quando em casa ficar sempre muito a vontade. Eu desde os meus 19 anos quando entrei na faculdade tive que ir morar sozinho, tenho o costume de andar nu, totalmente nu ou sá com uma camiseta de algodão, ma sempre sem nada por baixo. Isso acabou virando costume em casa, tanto eu como minha esposa e minha filha. Eu tenho 47 anos e como ando muito de bike tenho um corpo bom, quase não tenho barriga e tenho as pernas bem firmes, como sou descendente de austríacos sou muito claro, cabelos quase ruivos. Minha esposa tem 45 anos, está mais ou menos em forma e continua um tesão para mim, ela também tem descendência europeia sendo assim ela é bem loira, natural. Já minha filha é bem magra e alta, peitos pequenos como a mãe e um bumbum médio e muito duro, pois também pratica esportes na escola e nada todos os dias pelo menos uma hora, e como somos muito claros ela também é loira, tanto que o cabelo dela parece branco.rn A histária que vou narrar agora aconteceu há dois anos. rnMinha esposa precisou viajar para o Canadá a trabalho e iria ficar por uns 40 dias. Já fazia uns 20 dias que ela viajara, numa sexta feira eu voltei mais cedo para casa por volta das 19 horas, e minha filha não estava, tinha ido para as aulas de inglês que terminavam às 19 horas. Quando cheguei em casa fui direto tomar um banho, coloquei minha camiseta e fui para a sala de TV relaxar um pouco assistindo a um filme. Depois de certo tempo acabei adormecendo no sofá e nem percebi que minha filha havia chegado, acordei quando ela veio me dar um beijo e rindo me deu um selinho como de costume, sá não entendi o sorriso. Ai perguntei: por que está rindo? E ela disse: tudo isso é saudade da mamãe? E apontou para o meu pinto que estava totalmente duro. Fiquei um pouco constrangido e não respondi nada. E ela saiu rindo dizendo que ia tomar um banho e depois fazer um lanche para nás dois. Como ela demorou muito acabei cochilando novamente. Quando ela voltou do banho, novamente dando risada falou: desse jeito não vai dar certo, ta duro de novo! Pô pai, duro desse jeito vai ser difícil ficar ao seu lado. Desculpa filinha, mas é involuntário, ela riu e disse não esquenta, não era a primeira vez que me via assim, e mais, fazia muito tempo que ela espionava eu e sua mãe quando ela me masturbava na sala de TV. Bem eu pensava que ela estava dormindo quando isso acontecia, mas ela ia nos espiar. Fiquei surpreso em saber disso. Nisso ela foi à cozinha fazer um lanche. Ela costuma usar uma camiseta que cobre parte da sua xaninha, quando está de pé, dá para ver os grandes lábios bem lá em baixo na curvinha para a bundinha. Como ela sempre se depila totalmente como a sua mãe, era sempre possível ver os grandes lábios lizinhos e vermelhos. Isso me dá um tesão enorme, mas nunca comentei isso com ninguém. Depois de lancharmos, fomos para a sala de TV, eu deitei de um lado e ela do outro do sofá e ela apoiou as pernas em cima das minhas, sá que dessa forma eu via a sua xaninha inteirinha na minha frente, não deu outra, meu pinto ficou duro novamente. Ela comoçou a rir, e disse: papai, assim você vai ter que tomar uma atitude, fica sá duro. Novamente constrangido mas já meio sem vergonha, perguntei o que eu deveria fazer. Ela de pronto falou: não sabe? Horas, bate uma punheta para ver se alivia isso, desse jeito vai ficar com dor no saco. Fiquei surpreso em saber de como ela sabia disso. Eu perguntei como ela sabia, ela disse que já tinha lido sobre o assunto e quando ela ficava com muito tesão, a xaninha dela ficava doendo e sá melhorava quando se masturbava. Ouvi isso estarrecido, minha filinha não era mais a flinha criança tinha crescido e muito. E ela continuou a dizer, se estiver com vergonha pode ir ao banheiro fazer isso, mas adoraria te ver gozar na minha frente, sempre tive essa vontade, mas nunca tinha lhe falado, pois não sei como a mamãe iria reagir com isso, mas como ela está longe e você nesse estado, eu estou morrendo de vontade e ver isso ao vivo. Nisso meu pinto estava tão duro quase explodindo. Ai perguntei se ela nunca tinha visto isso ao vivo. Ela disse que sá na internet e quando me espionava e que o único homem que ela tinha ficado, sá foram alguns beijos. rnEstava sem saber o que fazer, mas ela sabia muito bem o que queria, nisso ela segurou minha mão e colocou em sua xaninha, estava encharcada, tanto que quando abriu a perna vi que até as coxas estavam molhadas, e assim ele pegou no meu dedo e começou a passar na sua xaninha, no seu grelinho durinho, e gemendo falou: pai me faz gozar, minha bucetinha esta doendo de tanto tesão, assim ela se levantou, tirou a camiseta, colocando no sofá e ajoelhando sobre ela, ficando do meu lado mas de frente para mim, colocando minha mão novamente em sua xaninha e gemendo mandou eu masturbar ela. Nossa não estava acreditando no que estava acontecendo, meu pinto duríssimo e eu masturbando ela, estava tão molhada que escorria pela palma da minha mão, ela com a sua mão direita segurando o bico de peito esquerdo e a outra ela a levou para a sua bundinha, ai percebi que ela estava introduzindo do dedo no seu cuzinho. Nisso comecei a chupar o outro peitinho dela e com a outra mão fui até a bundinha dela e com o meu dedo fui introduzindo junto com o dela no seu cuzinho, tudo estava encharcado até o cuzinho dela estava molhadinho, quando coloquei o dedo no seu cuzinho ela começou a gemer mais alto e com maior intensidade, percebi que iria gozar e assim foi, ela gozava, gemia e soltava mais líquidos, parecia que estava fazendo xixi, nunca tinha visto isso antes, escorria pela minha mão, assim ela começou a ter espasmos, se tremia inteirinha e acabou apertando as pernas com a minha mão na sua xaninha, chegou quase a desfalecer, estava toda suada e com a respiração disparada. Depois que se restabeleceu, ela levantou soltando minha mão que estava entre suas pernas, totalmente molhadas, inclusive a camiseta que estava debaixo dela. Com cara de safada disse que nunca tinha gozado daquele jeito e que iria pegar uma toalha para secar minha mão, quando ela saiu eu enfiei meus dedos na minha boca, como era delicioso o seu gosto, quando ela voltou com a toalha falou agora é a sua vez, vou fazer melhor que a mamãe, vou bater a melhor punheta da sua vida. E assim ela sentou ao meu lado, totalmente nua pegou no pinto e meu sem jeito começou a punheta-lo, percebi que nunca tinha feito aquilo, então comecei a ensiná-la, e de repente ela começou a beijar meu pinto, nisso estava quase gozando, e com calma pedi para ela chupar como se fosse um sorvete, bem devagar, e ela o fez, sua boca era quente e muito molhada com sua língua macia, nossa tive que me segurar muito para não gozar, mas com aqueles movimentos da boca não teve jeito, avisei que ia gozar e puxei a cabeça dela, mas não deu tempo e o primeiro jato foi direto para o seu queixo, ela se assustou, mas continuou a punhetar, ai veio o segundo e o terceiro, realmente há muito tempo não gozava assim, tive que segurar a mão dela para parar. Ela com um olhar de espanto e satisfação pegou a sua mão cheia de porra e colocou na boca, dizendo: não é tão ruim assim o gosto, da para tomar, minhas amigas falam que é horrível, mas não é ... nossa, eu estava em êxtase e ao mesmo tempo com remorso do que tinha acontecido, mas minha filinha adorou, ela mesma falou, nossa quanto tesão eu tenho por você, e sabe, estou toda molhadinha novamente, sá que agora, é sá para você assistir, vou bater uma siririca sá para você, pois esta cansado, nisso se virou para mim, colocou a toalha debaixo dela e abriu as pernas sentada do meu lado e virada para mim, começou a se masturbar e enfiar o dedinho dela no cuzinho, nossa aquela visão me deixou novamente excitado, mesmo todo molhado da minha prápria porra ela pediu para bater uma punheta para ela, eu olhando para sua bucetinha ela disse: vamos tentar gozar juntos, tive que me segurar para acompanha-la assim que ela começou a gozar e gemer alto não aguentei, levantei e fui ate a boca dela e comecei a gozar, o primeiro jato pegou no rosto mas ela virou e enfiou na boca e o outros jatos foram diretos para sua boca. Nossa foi a coisa mais deliciosa que já tinha feito, ela virava os olhos e não parava de gozar tanto que chegou a molhar minha perna que estava na frente da sua xaninha. Quando acabamos,eu estava com as pernas moles e ela com um sorriso enorme e se lambendo toda a porra que escorria pelo seu rosto e pelo canto da boca. Ai ela veio e me deu um beijo na boca de língua, senti todo o meu gosto e o gosto dela, pois ela pegou a mão de dentro da sua xaninha e colocou na nossa boca enquanto nos beijávamos. Foi lindo e delicioso, ficamos deitados no chão da sala por um certo tempo. Ela ficou olhando para mim e fazendo carinho no meu peito e dizendo que me amava demais e que tinha sido a coisa mais deliciosa que ela já tinha experimentado. rnDepois de tudo sugerir irmos tomar um banho juntos, ela topou na hora e fomos. Eu entrei no box e ela veio logo atrás, quando entrou disse posso fazer xixi aqui, eu disso que sim, mas sá se fosse em cima de mim, assim deitei no chão do box e ela sentou na minha barriga e começou a fazer xixi, adoro isso, novamente comecei a ficar excitado vendo seu xixi quente saindo daquela bucetinha linda. Quando ela levantou e viu meu pinto, novamente duro, se ajoelhou na minha frente e começou a chupa-lo, nossa novamente um gozo, com menor intensidade claro, mas gozei em sua boca e ela não deixou escapar nada, engoliu tudinho. Ai começamos a tomar banho, ela pediu para lava-la e assim o fiz, mas vi que o tesão dela não tinha acabado e quando comecei a lavar sua bucetinha ela gemeu e percebi o quanto molhadinha ela estava e novamente bati uma siririca para ela e gozou muito molhando tanto que escorria por suas coxas. rnDepois do banho ela pediu para dormir comigo na minha cama, bom, mas essa histária fica para a práxima. rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contos meu cuzinho aberto escorrendo porracontos de coroa com novinhoprimeira vez com travesti contos eroticosConto erotico negra com negroconto lesb seios conventoComto pego em fragantecontos de cú por medomenininhas 10 aninhos fudendo contossexoconto o meu marido convidou os dois caras para a mesacontos eroticos dando o cu na praiaContos eroticos exibindo para o vizinhocontos eróticos de bebados e drogados gaystroca x troca feito com amigo e dando o cu contosdois primoscontos eroticos minha mulher apanhacontos eroticos Netinha dando cu pro vovócontos eroticos gerro tomado umas cervejas com a sogra sozinhos e da em cima delaNao aguentei ver minha mae nua na cama e fodi ela CONTO EROTICOminha vó puta contosvedio porno torcado pau no cu safado velhos dormindo novinhacontos eróticos porno primeira vez com a namoradaconto erotico vi a rolacontos eróticos menina de 25 anos 25 anos transando com cachorro com calcinha preta com as unhas vermelhascontos/ morena com rabo fogosoConto erotico suruba loucaporno contos eroticos comeu priminha inocente nas feriaso filhinho do meu esposa contoscontos eroticos sou casada a segunda orgia para meu maridocontos eu comi a minha sobrinhadesvirginando sobrinhacontos eróticos comi minha sogra num domingoquase matei amiga da minha mae contosprimos q pegaram primas pela cinturaFoderam gente contos tennscontos estrupo na casabde praoamulher do gelou grande fudedodeixa eu ver seu peitinho contoscontos eroticosproibidocontos heroticos com maconhacontoseroticostesaoconto erotico colegial virgem sentindo desejoconto menina adotada gozeiconto.erotico.tia.sogra.cunhadacontos:sou casado mas gosto de calcinhas fio dental uma. noite eu esqueci e dormi de calcinha e minha esposa fragouconto erotico transei com meu filhocunhada timidacontoso amigo do meu filho me deichou mole contoscontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaboa noite cinderela na tia evangelica contoprimeira mulher a fazer zoofilia.no cinemaconto erotico enbebedou e enrabou a casadinha carentecontos porno esposas estuprados submissoscontos eroticos fudendo a mae ño campismocontos eróticos fiquei só de calção na frente da babáhomem teve coragem e deu cu travesti contosestupou a irmãdoutor esporreando muito no travedtichupando o padrastocontos gay trans teencontos eroticos gay vestido rosaconto acabei comendo o cuzinho delacontos eroticos de mine saiaconto erotico gay coroa cavalao faz viadinho chorarcoroa sendo assaltado e estupradominha primeira traição na academia contos eróticoscontos eróticos encontro de famíliacontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaContos eróticos de vovó com netinhos engravidadoDei meu cu para um amigo do meu maridocontos policiais fudendo presosconto eroticos papai disse pra eu trazer minhas amiguinhas virgensContos eroticos de podolatria com fotos chupando pes de primas gostosasesposa viadinho hormonios conto eroticocontos eróticos eu quero te fuder mas aqui vão verconto erotico onibuscontoseroticos.com/encoxei minha tia no trem lotadoMulherbrasileira ensinando a filha, meter contosconto erotico viadinho vestindo as calcinhas pro velhoContossafadezasporno coroa pauzeraconto erotico hotel com meu padrastinho