Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

LOUCURA COM O COLEGA DE TRABALHO

Sempre fui mulher de um sá homem. Tive dois namorados antes de casar e por pouco tempo. Sou loira, 1,68m, 58kg, absolutamente branquinha, seios pequenos para médios, mas coxas grossas e uma bunda que sempre chamou atenção de todos os homens. Me incomodava e me deixava feliz ao mesmo tempo. Sou bonita e sei disso. Meu marido me ama e eu a ele. Ele sempre me disse que sou linda, gostosa, é maluco pela minha bunda (mas nunca dei pra ele), sempre fica passando o dedo no buraquinho e me incomoda.

O que acontece é que, embora sempre tenha sido travada no sexo, ainda que me liberado muito com o tempo, hoje com 44 anos novas fantasias surgiram. Um colega de trabalho nunca disfarçou seu tesão por mim. Me secava direto. Comecei a gostar dele olhando meus seios, ia até minha mesa, por trás, e sabia que estava me secando. Almoçava comigo, mandava mensagens, mas nunca ia além. Mal sabia ele que eu estava gostando de tudo. Passei a usar vestidos com a calcinha mais marcada na bunda e dispensar o sutien no final do expediente (ia ao banheiro e tirava). Ele ficava maluco, via mas não dizia nada.

Acontece que este moreno de 1,88, de 35 anos, ia fazer aniversário no dia 19 de abril. Combinamos de comprar uma cesta de café da manhã para presenteá-lo. Como era necessário enviar à casa dele, fiquei sabendo seu endereço e uma idéia maluca não me saia da cabeça. Pensei muito porque sou casada e tenho 3 filhos. Mas me decidi. Eu chegaria antes da cesta à casa dele. Combinamos que seria entregue às 7h30. Acordei às 5 da manhã, tomei banho, coloquei numa sacola uma roupa para trabalhar. Em mim, uma calcinha preta e uma capa (tipo aquelas de chuva, amarradas na frente), sapato de salto preto e sá.

Seis da manhã estava em frente a casa dele. Na portaria pedi para ser anunciada. Subi. Quando cheguei ele abriu a porta vestindo calça de pijama, sem camisa, escabelado e surpreso.

- O que houve, que surpresa é essa?

- Nada, apenas queria ser a primeira a te dar um abraço, um beijo e teu presente.

Abracei, beijei uma bochecha, passei pra outra olhando nos olhos dele e quase encostando minha boca na sua. Senti que ele agora estava espantado com a situação. Olhei pra ele e disse:

- Não vai abrir teu presente?

Ele entendeu tudo de vez. Lentamente começamos um beijo de língua enquanto ele abria a capa. Me abraçou com força por baixo da capa e me beijava, lambia o rosto, meu pescoço, enquanto explorava a bunda, as coxas, os seios que sempre sonhou. Estava de pau duro. Parecia uma pedra. Mandei ele sentar no sofá, tirei a capa e ofereci minhas tetas (agora eram tetas) à sua gula. Ele chupava e arretava minhas coxas, minha buceta molhada e com um pouquinho de pelos apenas. Não aguentei e cai de boca naquela pica maravilhosa e que babava de tesão por mim. Me senti uma puta. Coloquei a calcinha bem enfiada na bunda e virei pra ele. Imediatamente iniciamos um longo 69, primeiro com depois sem calcinha. Rebolei na cara dele como uma cadela enquanto chupava aquela vara. Levantei, mandei que ele sentasse no sofá e olhando firme pra ele sentei na vara. Rebolei como nunca, era a puta que meu marido sonhava dando pro colega de trabalho. Ele agarrava com força minha bunda fofa enquanto cavalgava seu pau. Ao mesmo tempo ele chupava minhas tetas. Sá que começou a passar o dedo no meu cuzinho virgem. Dessa vez não tinha jeito. Com ele ainda sentado, levantei, fiquei de costas e em pé, passei a chupar seu pau e ofereci a bunda que todos querem a ele. Ele chupou minha buceta e começou a lamber meu cu. Fui à loucura. Dizia pra ele comer a puta que era sá dele. E ele me botou de quatro e passou a lentamente enfiar aquela vara no meu cu. Quase morri de dor, mas ele teve paciência. Depois que entrou, suávamos, ele enfiava em mim feito um cavalo numa égua. Socou bastante na minha bunda, me chamava de puta, cadela, gostosa e eu gozava como nunca. Enquanto era enrabada, me tocava com a mão. Minha xana estava jorrando gozo, até que o pau dele estava pronto pra jorrar. Eu estava entregue. Ele me virou, apontou o pau pra minha cara e jorrou porra no meu rosto, tetas, barriga, cabelos, tudo. Sempre tive nojo de tudo, mas naquele momento abocanhei aquele pau e deixei limpinho. Foi uma loucura. Depois tomamos banho, chegou a cesta e tomamos café juntinhos, nos beijando sem parar.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS


Online porn video at mobile phone


contoseroticosasmeninas Conto de machos arregacando os buracos da putacontos chantagiei minha mae e mi dei bemgarota brincando com o smigo contos eroticosfudode a sogra deliciahttp://contos eroticos mulher pega carona e estrupadacontos no cu é mais gostosocontos eroticos raquelcontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadecontos eroticos de irmã chupando pinto pequeno do irmão novinho de idadevideornpossContos de Capachos e submissos de garotascontos erotico os mininos comerao meu cu guando ajente brincavacontos recentes incestos encoxados segredos flagradosTennis zelenograd contocontos de meninas que adoram ser estrupadas por todos dà casaminha namorada me trai contos eróticossocando na minha irmã compressão sexecontos eroticos de enteadasContos eroticos minha esposa foi molhada e revelou seu peitos no churrasco de casaxvidiocontos eroticos novinhaespiando a prima ce troca pornohomem casado,sendo penetrado gostoso no frango assado.ele falou que ia me deixar se nao me entregasse virgindadeconto erotico vendedor.de.mandiocawww.mulher linda fazendo carinho pro cavaloficar de pau durocontos porno desde prquena tomo leitinho do papai na mamadeiraFlanelinha de shortinho partindo a bucetacontos heroticos gay meu primo de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eroticos de iniciação gay: mete devagarminha vizinha de camisetaconto anal raimunda carnudacontos de cú de irmà da igrejacontos eroticos de fui fudido junto com minha mulhercontos eroticos troquei minha mulher pela cunhadinha lindaContos erotico dois policial dotadu fudel minha esposacontos fodi menininha por doceshttp://contos eroticos mulher pega carona e estrupadaPorno conto ponheta da casada buzcontos casada fode com amigo do mundocomi a lesbica contocontos eroticos.veridico.minha esposaMulheres deixam cachorros gosarem dentro delas na zofilia erótica contos eroticos de esposa exibidaeu sou hetero e meu amigo tambem mas batemos uma jinto contos eroticocontos eróticos com estrupo rola gggcontobucetavirgemcontos erotico incesto virei a cadela do titiocontos eroticos gay meu vizinho de dezenove anos me comeu quando eu tinha dez anoscontos erótico- fui estuprada e gosteifui arrombado contos gayscontos eroticos sogro filho e noraconto erotico como cu da minha avocontos de travesti no onibuscontos porno heteros'na adolecencia brincando de esconder meus amigos me comeram'O amigo dele me comeu contosnovinha trepranndo com namoradoconto cachorro tirou minha virgindadeMeu primeiro menage a trois conto veridicocontos vendo o meu cunhado a fode minha irma betinhaContos ela deixou comer o cu delaconto casada na academiacontoseróticos minha priminha de cinco anosa diretora da escola me comeu no motel contos eroticos lesbicosFODENDO COM A PATROA. CONTO EROTICO okinawan gélico pornôcontos sou professor e torei minha aluna de doze aninhoscontos eroticos comi minhas filhinhas pequenasfoto de xoxota de mulher pequeninihasexo contos escrava filhacache:zwmyzgvJpMwJ:idlestates.ru/mobile/conto-categoria-mais-lidos_1_22_fetiches.html contos gay caminhoneiroconto erotico fudendo a velhacontos eroticos dei o cu na marra lua de melcontos erotikos menina de menor dando o cu a troco de balacontos acampamento fudendo amigo namoradodando pro genro. contos eróticosRelatos eroticos de professoras casadas brancas que foram usadas por alunos negrosChupei Contosconto erotico cherei o fil dental da minha tia rabuda